Pular para o conteúdo principal

Futago Estúdio 2019 - o que muda a partir de hoje.

Olá, amigos!! Eu e a Shirubana tomamos uma decisão importante. Essa decisão foi pensada por muito tempo, não é de hoje que já estávamos querendo fazer isso. Saímos das redes sociais: facebook e youtube. Por mais estranho que pareça, é para ajudar a gente a produzir mais, se concentrar mais e não ter interferências. Talvez muitos pensem, é só não logar! Mas não é tão simples.
Do face, apagamos nossas contas pessoais e a página do Estúdio e o grupo Vitral porque vimos que o alcance era pífio e acabou tornando-se uma perda de tempo. A gente não conseguia mais alcançar novos seguidores, as propagandas da página tinha pouco alcance e quase nenhum comente. Mas não era culpa de quem estava participando ou seguindo, e nem nossa, era coisa do face. Notamos que depois dos algoritmos, o facebook se transformou num lugar onde apenas coisas polêmicas e tristes e fake news têm um destaque grande. 
É mais fácil ter muita interação em posts azedos de política, mimimis e as pessoas tendem a compartilhar coisas ruins do seu dia a dia e tudo que é bom não tem alcance. Do que adianta a gente produzir conteúdo até gratuito se ninguém vai ver, comentar, partilhar? Vira um trabalho inútil. Foi esse o principal motivo.
Do youtube, desativamos o canal. Também estava tendo pouco alcance e nós perdemos a monetização. Passou um ano e não conseguimos chegar na meta de 1000 assinantes! No princípio a gente tentou assinar e ter assinantes de volta, mas não são assinantes engajados na nossa arte. Infelizmente, perdemos os fãs de verdade! Mas os vídeos continuarão sendo feitos mas de outra forma, no nosso blog e site.^^ Vamos transformar nosso site em algo mais interativo. 
Assim vamos usar melhor o site, que era apenas uma vitrine para o nosso trabalho. Agora será o canal principal do estúdio. E também estaremos no twitter e instagrams oficiais. Também desativamos as contas pessoais do twitter e instagram. 
Nós entendemos que o face e YT são empresas que nos usam como aluguel e nos usam como atrativo para elas renderem dinheiro e não nós! Mas ao passo que não temos uma boa contrapartida, resolvemos sair.
E também há o fator psicológico envolvido. Se a gente fica lendo muita coisa "ruim", diminui a nossa produtividade. E também notamos que até mesmo comentando, algumas pessoas vinham com respostas rudes e inconvenientes. 
O facebook acaba tirando o pior de muita gente. Tenho certeza que seríamos amigas de muita gente fora do face. Não suportamos essas pessoas lá, mas ao vivo elas entenderiam melhor as opiniões e conversaríamos numa boa! Temos certeza!
Fora todos esses problemas, notamos que as redes sociais acabam destruindo a imagem das pessoas e não ajudando. E para manter a imagem , algumas pessoas até mentem. Umas mentem que estão bem e outras que estão mal, apenas para "aparecer" para os amigos. Cansamos dessa doença social. Nós tentamos permanecer nas plataformas, tentamos usar aquilo a nosso favor, teve bons momentos, mas no geral e tirando uma média, não serviu pra muita coisa. O Estúdio não cresceu por causa do facebook. Quando fizemos o estúdio não tinha essa rede ainda e nunca precisamos dela realmente.
É uma ilusão...
As pessoas estão viciadas em falar para o nada lá e comentar seus momentos, que na verdade, não são interessantes. 
Os críticos de quadrinho e filme usam mais a rede para criticar a crítica do outro do que realmente criticar os filmes e quadrinhos em si. Virou uma guerra de opiniões e de hipocrisia. Pior, todo mundo sabe disso, mas continua lá se autoflagelando! 
Sentimos também no YT que fomos isoladas numa bolha por causa da tag Boys Love. Nosso canal era bem visualizado antes do preconceito nos algoritmos. Quando a gente monetizava, a gente tinha que ficar explicando que o vídeo não tinha conteúdo de insinuação sexual, foi aí que descobrimos que usar tags GLBT, Boys Love e yaoi e ser desenhista de BL já era considerado insinuação sexual por eles! Essas empresas ficaram dodóis demais pro nosso gosto. 
Muitos especialistas dizem que as redes sociais tiram nosso livre arbítrio e é verdade! Vc não consegue ser vc mesmo e atingir pessoas que compartilham do seu pensamento.
Outra coisa que acontece que prova que a internet está pirando as pessoas e destruindo a imagem delas é o comércio de likes, assinantes, visitas e seguidores! Ninguém quer ter uma empresa ou canal com pouco alcance. O pouco alcance já foi forjado para obrigar as pessoas e empresas a gastar com o nada na verdade. Criou-se a vergonha de ser pouco visto! Mas não é culpa das pessoas ou criadores de conteúdo, é das plataformas!
O face vivia oferecendo o engajamento com a venda disso. O facebook está indo para o fim com isso. O YT também.
Muitos youtubers até tentaram o suicídio de tanto terem que lutar pra criar conteúdo! Ou gastando muito para "aparecer".
Se a gente continuasse nessa, íamos ficar malucas também. Espero que entendam. Claro que quem usa o face de forma "comum", sem ser artista, ou ter uma empresa, a experiência é diferente.
Mas mesmo as pessoas comuns são levadas a serem outras, as ideias parasitoides começam a aparecer e todos ficam com menos empatia. 
Bom, por esses e outros motivos, estamos saindo. Acho que muita gente sofre lá, mas tem medo de sair achando que irá sumir. Vamos ver.rsrs




Comentários

  1. Apoio a decisão de vocês, ter muitas páginas é complicado administrar, e se não estava dando retorno, não vale a trabalheira. Deve ter outras formas de divulgação. Torço pra que o blog consiga ser monetizado apriopriadamente.
    "Muitos youtubers até tentaram o suicídio de tanto terem que lutar pra criar conteúdo! Ou gastando muito para "aparecer"."
    Sim, eu também já vi alguns youtubers que gosto (não só brasileiros) postando videos confessando que ultimamente estavam meio deprimidos e sem criatividade.
    Tanta exposição pode acabar com a mente de qualquer um, ainda mais porque fama é algo passageiro e se a pessoa fica acostumada com tantos holofotes, se torna um vício que nem droga. Por isso tem gente que faz todo tipo de loucura pra continuar na mídia.
    E essa polarização tira todo o ânimo de interagir na internet, o pessoal esquece que tem outro ser humano do outro lado da tela. Saturou mesmo. Esse clima ruim acaba chegando a você não importa o quanto você filtra as redes sociais. Deletei tudo na época das eleições e desde então me sinto menos tensa e ansiosa. Só fiquei com o Google por causa do email (pra faculdade e futura profissão).

    Falando nisso, eu vi que o Social Comics também sumiu, a plataforma está em reforma e tomara que seja pra melhor. Ainda não abriram pra independentes, mas quando abrir vocês pretendem voltar? O Social Comics valeu a pena?

    Muito sucesso pra vocês! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sara por seu comentário. Na época da eleição quase saímos também. Foi muito ruim mesmo. Não tinha como postar um desenho e ser visto, não havia como competir com a eleição. O inktober e o sketchtember passaram despercebidos. Mal vimos artes. Ainda está um pouco assim porque estão todos ligados na política de uma forma nociva. Sobre o social, no começo ele até valeu a pena. Mas chegou uma hora que começaram a rejeitar nossas obras obrigando a tirar logo de editora, etc. E quando perguntamos como poderíamos ter um banner na entrada do site como alguns colegas independentes tinham, eles simplesmente disseram pra convidarmos mais pessoas para ver nossas obras. O banner era por mérito de visitação, entretanto não havia como saber quantas visitas tínhamos que ter pra merecer um banner. Não havia também nenhum plano de compra de banner, nem quiseram saber se queríamos investir em propaganda na plataforma. Ficou igual ao youtube. E no youtube perdemos assinantes de repente porque acharam que alguns assinantes eram spams. Foi a gota d'água. Se o social voltar melhor ótimo. Mas deve ter falido porque não tinha nada do social na CCXP sendo que é um empreendimento do mesmo grupo. Mas foi culpa deles mesmos, eles queriam que o artista fizesse a propaganda da plataforma sozinhos. A gente não tinha nenhum privilégio para estar no CCXP por participar do social. Devia ter o alley do social lá, na nossa opinião. Com todos que quisessem ir. Foi desleixo deles. A página deles no face também não tinha alcance, tinha poucos likes e comentes e eles não respondiam as perguntas. O contrato estava mal feito e entendíamos outra coisa e graças a nós que eles começaram a explicar melhor que não dava pra sair de lá durante um ano. Era muito obscuro. Esperamos que melhorem a parte de divulgação. No mais era interessante, mas não tivemos nenhum leitor novo lá.^^

      Excluir
    2. Pois é, eu descobri o Social Comics caindo de paraquedas quando estava pesquisando sobre quadrinhos, nunca tinha ouvido falar em lugar nenhum, nem visto uma propaganda. A divulgação da plataforma foi bem ruim, vai saber quantas pessoas realmente estavam ali.
      Além disso, o acervo ainda era pequeno demais pra alguém querer assinar por mais de um mês (em duas semanas eu já tinha lido quase tudo que tinha me interessado), devia ter estímulo pros autores publicarem coisas além de volume único, tipo revista de mangá que mangakás publicam capítulos mensalmente. Mas aí também depende da vontade dos autores em se comprometer com um acordo de trabalho sério e regular e não esperar sucesso da noite pro dia.
      Pode ser um julgamento apressado, mas acho que vocês e outros independentes foram vítimas da famosa "panelinha". Eu notei que a maioria desses quadrinhos em destaque tinham um certo padrão de conteúdo e pensamento, e alguns de seus autores já eram contatinhos de gente do Social Comics e sites de cultura pop. Então suas obras eram catapulteadas pra frente e ficava esse círculo de puxação de saco e elitização dos quadrinhos.

      Enfim, já taquei pedra em todo mundo hahahaha! tomara que os donos do Social Comics tenham aprendido com os erros. Quadrinhos digitais não são o futuro, já são o presente.

      Excluir
    3. Tudo que era nosso desapareceu do social! 0_o E o dinheiro também sumiu...

      Excluir
  2. Vocês já pensaram em converter todas as suas obras em episódios de anime? Por bem ou por mal, o Youtube é a onda de hoje em dia e mudou a vida de muita gente, do ponto de vista financeiro. Talvez seja a hora de mudar e aproveitar essa onda. Apesar dos defeitos, não acredito que o Youtube vai entrar em decadência tão cedo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A nossa ideia era justamente essa! Conseguimos monetizar no ano retrasado e íamos colocar o anime lá. Estava tudo certo e programado para isso, até que descobrimos que por ser boys love não monetizaria mesmo que tivesse muita visita. O youtube tem uma censura em tudo que é BL, yaoi ou parece BL e yaoi. E nós perdemos a monetização por causa das nova regras e não conseguimos mais recuperar. O alcance ficou muito baixo. Pra nós não estava compensando e esse sonho de ganhar dinheiro com o youtube pode ser apenas uma enganação, muita gente diz que ganha, mas soubemos que na verdade os ganhos caíram para todos! Nenhum anime BL monetiza lá, e se monetiza é bem pouco porque as empresas não querem vincular seus nomes com coisas GLBT. Nós tentamos de verdade fazer render. Estamos com outros planos agora.^^

      Excluir
  3. Nossa eu e minha irmã quase tivemos um ataque cardíaco quando não achamos o canal no YouTube ksksksk, esperamos que o futago estudio cresça mais esse ano com essa nova decisão também e que ganhe novos fãs 😆 ficamos muitos feliz por saber que os vídeos vão continuar vamos ficar esperando ansiosas, ficamos com medo de ter acontecido algo com vocês ou de terem desistido por algum motivo estamos muito aliviadas e felizes de saber que estão bem ah! Uma novidade achamos o doce de batata roxa finalmente ksksksk😂.

    💖💖🤗💗

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, meninas!! Gomen nasai por não ter avisado adequadamente!! rsrs Mas continuamos vendo seu canal como sempre. E vamos continuar os vídeos com muito carinho porque amamos fazer!^^ A boa notícia é que estamos produzindo bem mais sem o estresse de redes sociais! E que tal o doce?!! Gostaram?^^

      Excluir
  4. Nossa soni, eu tomei um susto quando não vi você mais no face! rsrsrsr então seu novo método para conversar conosco será o blog e o site? Que bom então, sucesso para vocês e ainda espero o episódio dos seus animes!! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leidiane! Ah sim, agora tudo será pelo blog ou e-mail ou telefone.^^ Obrigada e sucesso pra vc também!!

      Excluir
  5. Tava faltando eu comentar também, né?
    Olha, eu pediria pra vocês voltarem pro Facebook, mas sem muitas expectativas altas. Como vcs viram, o algoritmo é cretino. Pra tu ter alcance, precisa ficar postando muito na página e torcendo pras pessoas que curtiram interagirem, o problema é que gente que está no Facebook está interagindo com outras 500 coisas e inevitavelmente vão esquecer uma ou outra coisa, daí da-lhe perda de alcance.
    Talvez fazer como o Shoujo Café no Facebook, da Valéria Fernandes, ela posta as coisas lá na página, mas o foco é 100% o site. E o site dela é super-bem visitado desde sempre.
    Um outro amigo tem um blog sobre quadrinhos, da mesma forma ele tem uma página no face, mas claro, o foco é o blog dele. O Face é só suplemento.
    Sobre o anime Vitral, tentaram procurar outros sites, como o Vimeo, Daily Motion, etc?
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabiano!! Obrigada pelo comentário, mas não vamos voltar para o facebook, mesmo porque fizemos um teste ficando um mês longe dele e não tivemos queda nenhuma de audiência no site e blog. Já tinha notado que quando colocávamos o link do blog ou do site no face os cliques eram muito poucos. Aliás, nós nos arrependemos de ter entrado no face algum dia, aquilo é inútil. rsrs E sobre o anime estamos vendo novas plataformas sem serem essas e que possam ajudar mais.Grande beijo!

      Excluir
  6. Boa sorte com o site do Futago, então! Vou seguindo por aqui! Ah, sim! Os Blogs de vocês duas vão continuar ativos junto com o blog do Futago? Eu acompanho lá também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fabiano! Os nossos blogs continuarão a ser atualizados! Não com frequência, mas serão utilizados como algo mais pessoal. Bjss

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Expocomics 2019, como foi!

Olá, lindezas!! Como vão? Espero que bem.^^

Hoje vamos falar do último evento que fomos, o Expocomics 2019 em Taubaté, interior de SP. Na verdade é na cidade vizinha. Foi realizado no shopping. Desta vez conseguimos nos planejar melhor para o evento porque nos convidaram em janeiro. Mesmo assim não deu tempo dos mangás Vitral 9 e Garoto X 2 ficarem prontos na gráfica. Uma pena. Mas fomos mesmo assim e foi muito bom.  Desta vez o alley estava muito bom, carregado de artistas e principalmente de mulheres. Afinal, esse evento foi muito criticado ano passado por não ter convidados mulheres para o artist's alley.  Hoje em dia, não convidar mulheres é algo muito mal visto, as pessoas notam e criticam. Por isso, agora que não houve mais esse problema, temos que elogiar!^^ E o Futago Estúdio foi representando mulheres que produzem quadrinho.
Fizemos até um figurino para o evento! 
Fomos de uniformes. rsrs  Nós mesmas tivemos que fazer as saias porque não encontramos para comprar e o que t…

Dê uma expiadinha nos novos lançamentos de mangá do Futago Estúdio!

Olá, amigos! Hoje vamos mostrar um pouquinho do que vem por aí! Que tal dar uma expiadinha numas páginas e ler um trecho dos mangás que estamos produzindo? Esses mangás são feitos com muito carinho para vocês que adoram ler mangás boys love e yaoi. 
Os mangás boys love estão muito em alta no mundo todo e muitas autoras e autores nacionais também produzem mangás BL. E nós temos orgulho de ser as sempais aqui no Brasil! 
Produzimos mangás BL desde 2010. Conseguimos até o feito de publicar por editora! Coisa que muitos achavam impossível para autoras nacionais, afinal, as editoras sempre dão preferência para os mangás BL de fora.
Depois de nós surgiram vários autores desse gênero no Brasil. Você encontra muitos deles nas webcomics famosas. A maioria é menina que produz, mas tem uns garotos que fazem yaoi muito legais. 
O preconceito ainda existe, e desta vez é a própria internet que azeda o caldo pra quem produz mangá BL e yaoi. O Google faz questão de excluir Boys Loves do busca e com …